quarta-feira, 28 de junho de 2017

Desapega ato 2: como descartar o que é mais difícil

Vera Sousa Feng Shui

O exercício de desapego, quando entramos no descarte de itens com forte carga afetiva, exige musculatura emocional. Procuro sempre olhar o lado cheio do copo. Se você se identifica comigo, vai gostar da dica a seguir.
Durante a fase do desapego, não foque no que está descartando, mas naquilo que está escolhendo manter. Isso muda completamente a perspectiva. Essa preparação é necessária porque vamos entrar na categoria mais difícil desse processo: as lembranças! Fazem parte desse item: fotos, bilhetinhos, ingressos, desenhos dos filhos, etc, etc.

Atualmente, as pessoas imprimem poucas fotos, guardam nas nuvens, em computadores. No meu caso, continuo imprimindo. Gosto de tê-las por perto, para relembrar momentos felizes ou pessoas queridas que não estão mais aqui. Aliás, essa é uma das recomendações do Feng Shui: não ter visíveis imagens que gerem sentimento de tristeza. Quando quiser matar as saudades de alguém que já se foi, abra o álbum, reverencie a memória. Depois, feche e guarde novamente.

Ainda sobre as fotografias, livre-se daquelas que trazem lembranças tristes. Relacionamentos que acabaram, amigos que se foram. Enfim, tudo o que não promova um sentimento bom. Aliás, guardar coisas de "ex" não é uma boa ideia. Liberte-se e libere a energia do outro também.
Vera Sousa Feng Shui
Com marido fotógrafo, vocês podem imaginar a quantidade de fotos que temos em casa!
Além de organizá-las em álbuns, ele criou as "Caixas de Memórias",
com uma seleção minuciosa de imagens por temas, que são práticas e decorativas. 
A confusão virtual também é um fenômeno da modernidade. Não adianta jogar montes de fotos impressas e manter o HD, ou sua nuvem, cheios de lixo eletrônico. Organize por temas: Viagens, Amigos, Família. Será mais agradável buscar, quando quiser rever algum evento.

Há coleções de tudo o que você possa imaginar: de camisetas, de souvenirs, de carrinhos de ferro, de bonecas, rolhas de vinho, tampinhas. Tudo isso ocupa espaço físico e tempo. O Feng Shui não proíbe nada, mas recomenda que você cuide e limpe, para que a energia não fique estagnada. E, se tem poeira, tem energia parada. Avalie se é o caso de manter, ou se a coleção está consumindo tempo que você poderia dedicar a outras coisas mais importantes.
Vera Sousa Feng Shui
Mantive por muito tempo uma coleção de camisetas
de uma agência de publicidade querida, onde trabalhei, por muito anos.
Decidi doar para outros admiradores e mantive apenas algumas
que estão em uso. Mas antes, fotografei tudo para ter de lembrança.
Outras lembranças podem ser ressignificadas. No lugar de comprar peças novas, resolvi repaginar alguns móveis confeccionados pelo meu pai, quando era vivo. Refiz a pintura de uma armário, que uso no meu office, para organizar material de escritório, impressora, etc.
Vera Sousa Feng Shui
Colocando a mão na massa, ou melhor, na tinta!
A sala de TV ganhou uma mesinha, outra peça confeccionada pelo meu pai.
Hoje serve de apoio para minha mini floresta.
Vera Sousa Feng Shui
A mesa branca, que morava na lavanderia,
ganhou nova camada de tinta e lugar nobre na sala de jantar.
Serve de aparador e de apoio para máquina de café.
 
Essa foi uma maneira de dar novos usos para peças, com enorme valor afetivo, que só me trazem boas lembranças.

Outra categoria sensível são as cartinhas, bilhetinhos, desenhos dos filhos. Eu, que não tenho filhos, tive enorme dificuldade em descartar os desenhos dos meus sobrinhos, quando crianças. Afinal, escolhi guardá-los.
Vera Sousa Feng Shui
Esse desenho antigo do meu afilhado, além de outros dos meus sobrinhos,
decidi guardar. Mas se você não tem espaço para armazenar
toda a vida escolar do seus filhos, um recurso é fotografar e arquivar digitalmente. 
O processo não precisa ser dolorido. Se você gosta muito de alguma coisa, mantenha. Não existe uma métrica exata do que deve ir ou ficar. Você é a pessoa mais indicada para definir essa medida. Garanto que as lembranças mais significativas estão guardadas num lugar que não tem limite de armazenamento: seu coração!

Acompanhe os próximos episódios:
  • Mudanças estruturais externas: planta, acessos e proporções.
  • Mudanças substanciais internas: sentimentos, bloqueios e resoluções.
  • A prosperidade mora na sua casa.
Para uma consulta personalizada, envie email para verargsousa@hotmail.com

domingo, 7 de maio de 2017

Desapega ato 1: como descartar o que é mais fácil.

Vera Sousa Feng Shui

Isso fica!
Isso vai!
Não, espera um pouco...mas, e se eu precisar disso, um dia?!
Essa clássica dúvida é responsável por grande parte do acúmulo que mantemos em casa e, portanto, da energia estagnada. Quantas vezes você se viu diante de uma pilha de livros, roupas, sapatos e teve esse bloqueio?
Esse tipo de apego varia de cultura para cultura. O que observo, nas minhas andanças, é que a herança dos imigrantes, fugidos da guerra, das ditaduras ou da desesperança, traz consigo essa síndrome do "mas, e se...". Como filha de portugueses imigrantes, também herdei esse padrão de comportamento, mas fui me libertando dele, à medida que estudei os princípios do Feng Shui e da cultura oriental.
Se tiver de escolher três conselhos para alguém que me pede dicas de Feng Shui, eu recomendo: faça uma boa faxina, conserte o que está quebrado e livre-se de tudo o que não usa. Para isso, existem vários métodos de arrumação. Mas tem um que recomendo de olhos fechados: o Método KonMari.

Estava eu de férias, em Portugal, procurando livros sobre Feng Shui, quando me deparei com o best-seller "Arrume a sua casa, arrume a sua vida", da autora Marie Kondo. O Método KonMari de limpeza e organização transformou-se num fenômeno mundial. A princípio, achei que seria mais um modismo. Porém, voltando das férias, resolvi aplicá-lo como estratégia de preparação para a reforma que eu iniciaria, dali a poucos meses.

Feng Shui Vera Sousa
Se você anda às voltas com a arrumação da casa,
 e não consegue terminar essa tarefa,
recomendo o Método KonMari desse livro.
A seguir, vou contar, tim tim por tim tim, como foi a minha experiência. Mas posso adiantar a resposta à sua curiosidade: sim, funciona!
Vale a pena ler os livros dela, mas resumo aqui as principais dicas para você ser bem sucedido nessa empreitada da arrumação:

Dica 1 
Não comece sua arrumação por um cômodo, mas por uma categoria. Quando arrumamos cada local separadamente, não percebemos que estamos repetindo o mesmo trabalho várias vezes. Esse círculo vicioso aprisiona, pois você sempre vai encontrar itens que achava que já tinha arrumado, em outros cômodos. Marie Kondo chama isso de efeito boomerang.  A ordem que você deve seguir, segundo o método, é:
  • Roupas: aqui entram também os acessórios, sapatos, bolsas, malas, sacolas, roupas de cama e banho. Até a roupa que está para lavar. Junte 100% dos itens dessa categoria que estão espalhados pela casa;
Vera Sousa Feng Shui
Empilhe todas as suas roupas. Fique apenas com aquelas que te representam.
Não economize as que gosta mais. Pelo contrário, use-as com frequência,
inclusive dentro de casa. 
Vera Sousa Feng Shui
Descobri que era uma centopeia...
mas decidi ficar só com os pares de que gosto mais.
Vera Sousa Feng Shui
Roupa de cama, mesa e banho. Só ficaram alguns jogos para o dia-a-dia
e outros de valor afetivo, como as toalhas da Ilha da Madeira.
  • Livros: de todos os gêneros e tamanhos;
Vera Sousa Feng Shui
De longe foi a parte mais difícil para mim.
Defini o espaço que eles ocupariam e o tipo de livros que eu manteria:
Feng Shui, Culinária, Portugal e Fotografia.
Os outros foram doados e adotei o Kindle como melhor amigo!
  • Papéis: contas, manuais e garantias de eletrodomésticos, material de escritório em geral;
Vera Sousa Feng Shui
Apólices de seguro vencidas, extratos antigos de cartão de crédito.
Opte por comprovantes digitais e libere espaço nos armários.
Vera Sousa Feng Shui
Vai por mim, você nunca vai usar qualquer manual.
O Google vai resolver a maior parte das suas dúvidas.
Guarde apenas as garantias, com a nota fiscal,
enquanto estiverem dentro do prazo.
Joguei pilhas de manuais de aparelhos que nem tenho mais... 
  • Komono (objetos variados): decoração, CDs e DVDs, maquiagem e cremes, máquinas fotográficas, celulares, estojos de costura, medicamentos, utensílios de cozinha, louças, produtos de limpeza em geral;
Vera Sousa Feng Shui
Minha amiga artesã ganhou todas essas pecas que estavam
esperando o dia que eu retomaria as aulas de mosaico...
  • Lembranças: fotos, bilhetinhos, desenhos dos filhos, etc. Desse item, vou falar no próximo post.
Dica 2
Essa parece maluca, mas é FUNDAMENTAL. Junte em um único lugar, todos os itens de uma mesma categoria. Ao ver a montanha que se forma você terá clareza do que fica e do que vai embora. A dramaticidade desse passo é essencial na triagem do que realmente deve ficar.

Dica 3
Não comece pelo mais difícil. As coisas que trazem memórias, como as fotografias, vão te paralisar. Deixe esse item para o final, quando todo o restante já estiver arrumado.

Dica 4
Nem pense em arrumar as coisas antes de se livrar de tudo o que não precisa. Fuja da tentação de comprar montes de caixas para guardar coisas. Provavelmente, o que você já tem será suficiente para acomodar o que sobrar. Ao contrário, livre-se de armários. Reduza.  Eu retirei um maleiro inteirinho do meu office e ganhei leveza em troca!
Vera Sousa Feng Shui
Essa mancha branca na parte superior da parede,
marca o local onde havia um maleiro, cheio de coisas paradas
Dica 5
Doe. Sem medo de ser feliz. Digo que generoso é quem aceita receber aquilo de que você não precisa mais. A energia de quem recebe algo que você doou é tão boa, que vale mais do que qualquer montante que você venha a ganhar vendendo seus pertences.

A desordem ou o acúmulo são distrações para aquilo que precisa ser encarado de frente. Muitas vezes, servem de procrastinação para as resoluções que precisamos tomar. Tirá-los da frente nos obriga à ação. Antes de começar a arrumação, pergunte-se porque está fazendo esse movimento. Seja lá qual for a razão, ao final você vai concordar que só quer ter por perto o que te faz feliz. Esse critério será seu gabarito na hora do descarte.

Livre-se do que não te faz feliz e verá os efeitos na sua vida, em outras dimensões: trabalho, relações, família, etc.
Observe. É mágico.

Acompanhe os próximos episódios:
  • Mudanças estruturais externas: planta, acessos e proporções.
    • Mudanças substanciais internas: sentimentos, bloqueios e resoluções.
    • A prosperidade mora na sua casa.
    Para uma consulta personalizada, envie email para verargsousa@hotmail.com

    domingo, 23 de abril de 2017

    Diga-me com quem andas e a reforma terá a sua cara

    Feng Shui Vera Sousa

    Afinidade, identidade, conexão, entendimento, ligação, simpatia, empatia. Palavrinhas mágicas quando o assunto é empreender uma obra, reforma ou projeto. Sem elas, as chances de frustração podem aumentar substancialmente. Portanto, escolher o time que vai te acompanhar nessa jornada é essencial.

    Quando comecei a planejar a reforma, imediatamente pensei na Mari Dabbur. Arquiteta talentosa e aberta a acolher a intenção de tornar minha casa, um benchmark do meu trabalho de Feng Shui. Nos conhecemos, há mais de dez anos, quando fizemos alguns cursos juntas e, desde então, nossa identificação só aumentou. Ela interpretou as diretrizes do projeto de Feng Shui, com muita sensibilidade, e o transformou em projeto arquitetônico.

    Feng Shui Vera Sousa
    Mari e eu desenhando
     os primeiros passos da obra
    Além de reformar, minha intenção era documentar todo o processo e transformar em conteúdo para o blog, ou um futuro livro. Então, chamei mais uma amiga: Marcia Naspitz, jornalista, com muita experiência em revistas de arquitetura, ela poderia ajudar na edição do conteúdo, tornando-o acessível a um público mais abrangente.

    Feng Shui Vera Sousa
    Marcia, Mari e eu
    Além disso, a Marcia me recebeu em sua casa, carinhosamente, como hóspede, durante os dois meses que a obra durou!

    Feng Shui Vera Sousa
    Um cartão de boas vindas com um chocolatinho.
    Mimada pela amiga, na chegada ao quarto de hóspedes.
    Feng Shui Vera Sousa
    Referências de casa: juntinho comigo foram o Buda,
    meu altar portátil e o livro de I Ching.

    Faltava mais uma integrante para esse time: Ana Paula Cinato, arquiteta responsável pela execução da obra, enquanto a Mari cuidava de ter seu bebê. Sim, a Mari estava grávida da Sophia que nos acompanhou em todas as reuniões, dentro da barriga da mamãe. Com o desafio de adaptar o projeto à verba e prazo, a Ana brilhou! Além de orquestrar o time do empreiteiro e comprar materiais, sempre que aparecia um imprevisto (todas as obras têm...) foi ponderada, tranquila, porém firme para garantir a qualidade.

    Feng Shui Vera Sousa
    Mari, eu, Ana e a pequena Sophia
    E para o registro fotográfico da obra: Sidney Salú, marido e fotógrafo!

    Feng Shui Vera Sousa
    Eu, Sidney, Ana, Mari e Sophia
    Foram meses de intenso convívio, revisões, decisões e percalços. Mas a energia foi tão boa, que resolvi dedicar um post inteirinho para registrar a importância da escolha do time. Feito isso, fé e mãos à obra!

    • Mudanças estruturais externas: planta, acessos e proporções.
    • Mudanças substanciais internas: sentimentos, bloqueios e resoluções.
    • A prosperidade mora na sua casa.
    Para uma consulta personalizada, envie email para verargsousa@hotmail.com

    terça-feira, 14 de março de 2017

    Mudar ou reformar: como o Feng Shui pode ajudar nesse desempate

    Feng Shui Vera Sousa
    Quem não quer mais vitalidade, harmonia, sucesso, saúde e felicidade? Nesta busca, às vezes, achamos que só trocando de endereço isso será possível. Mas, nem sempre, esta é a resposta para tudo.
    Nesse capítulo, vou compartilhar 7 aspectos que você deve considerar em sua pesquisa por um novo imóvel. Consciente dos prós e contras, coloque tudo numa balança e avalie se vale a pena mudar ou reformar.

    1. Localização: segundo o Feng Shui Tradicional Chinês, 70% da influência que o meio exerce sobre o indivíduo vem do ambiente externo e apenas 30% do interno. Ou seja, é fundamental avaliar o tipo de vizinhança que você quer ter por perto. Não basta encontrar uma linda casa em um bairro decadente ou degradado. Claro que existem exemplos de que é possível reverter a energia de um local, nestas condições. O High Line Park, em Nova York, é um exemplo disso. Entretanto, requer tempo, um esforço hercúleo da população e a colaboração do poder público.

    Feng Shui Vera Sousa
    2. Chi: certamente você já ouviu falar nesta palavra que significa "energia vital". Avaliar a qualidade da vida de um local é também fundamental para garantir seu bem-estar.  Repare se as árvores são saudáveis ou se têm troncos retorcidos e folhas secas. Se há passarinhos, borboletas e flores. Animais e plantas saudáveis são indícios de bom Chi. Não subestime a sua sensibilidade. Seu corpo é o melhor sensor que você pode utilizar. Se não se sentiu bem no lugar, esqueça e procure outro que faça sua energia aumentar. Por isso, é importante visitar o lugar em vários horários do dia, para checar a presença da luz solar, o barulho diurno e noturno, em dias de semana e finais de semana, também. Evite construções próximas de igrejas, hospitais e cemitérios. Assim, evita o contágio com energias que você não quer vibrar todos os dias.


    Feng Shui Vera Sousa


    Feng Shui Vera Sousa
    3. História do imóvel: procure saber se quem viveu lá foi feliz, bem sucedido ou não, se sofreu de alguma doença, etc. Nossa energia fica impregnada nos lugares que habitamos e conhecer seu histórico ajuda a prevenir e trabalhar a transmutação dessas energias.
    Feng Shui Vera Sousa
    4. Acesso: Garantir um bom fluxo de Chi em direção à sua porta de entrada, ou janelas do seu apartamento é importante. Um lugar com bom "Chi" é ensolarado, fresco, cheiroso. Por isso, equilíbrio é tudo: nem vento demais, nem de menos; nem sol demais, nem de menos. Evite casas posicionadas em frente a um grande fluxo de trânsito de automóveis, pois receberão energia em demasia. A simples mudança do sentido do tráfego muda tudo.

    Feng Shui Vera Sousa

    5. Bloqueio: Repare nas casas que têm árvores, postes ou bloqueios na frente da porta principal. O que a princípio pode ser uma estratégia de privacidade, acaba privando de energia a casa e a vida das pessoas que nela vivem.  Estas casas, normalmente, estão mal cuidadas ou com aspecto decadente. Já, esta casa da foto, abaixo, tem duas árvores na sua entrada, porém, ambas estão colocadas como guardiãs. Nesse caso, protegem a casa e não bloqueiam a entrada do Chi.


    Feng Shui Vera Sousa
    6. Terreno: a implantação do imóvel também é um aspecto importante. Se fica em um terreno plano, ou em aclive, melhor, pois o acesso é mais fácil. Por outro lado, se tiver que subir uma ladeira enorme, ou uma escadaria sem fim, a energia chegará cansada. Terrenos em declive também devem ser evitados. 


    Feng Shui Vera Sousa

    A saúde da terra também é fator importante na saúde de quem habita sua superfície. Em países da Europa como a Alemanha, por exemplo, uma análise radiestésica do terreno é obrigatória por lei antes que qualquer edificação seja levantada.  Para saber mais: O Grande Livro da Casa Saudável, Mariano Bueno http://www.saraiva.com.br/o-grande-livro-da-casa-saudavel-354423.html

    7. Planta: Retangular ou quadrada são as melhores. Evite as que são muito recortadas, triangulares ou em formato de L. Isso pode significar que alguma área da sua vida demandará mais atenção, ou será sempre desafiada. Pode ser algum aspecto da carreira, finanças, filhos, família, etc.
    Feng Shui Vera Sousa


    Feng Shui Vera Sousa


    Antes de encarar minha última reforma, cogitei mudar. Mas durante o processo (que levou dois anos!), acabei optando por ficar no mesmo endereço. Imaginem como é difícil para mim, procurar o terreno, a planta, a luminosidade ideais...
    Mas, depois de tanto estudar, observar e trabalhar com meus clientes, concluí que não existe lugar perfeito. Ter consciência das mensagens que sua casa envia é que é fundamental. E o Feng Shui pode ajudar com algumas intervenções, como fazem as agulhas na acupuntura. Espelhos e luminárias, sinos e música, animais domésticos e plantas, objetos, cores, móbiles, fontes, flautas, são alguns dos recursos que podem ser utilizados.

    Prof. Lin Yun, mestre fundador do método da Escola Americana, dizia: "existem 5 fatores chaves que influenciam a nossa vida, que em ordem decrescente de importância são: destino, sorte, Feng Shui, fazer boas ações anonimamente e educação. Feng Shui é só um dos aspectos. Todos os outros devem ser igualmente trabalhados e praticados."

    Acompanhe os próximos episódios:
    • Mudanças estruturais externas: planta, acessos e proporções.
    • Mudanças substanciais internas: sentimentos, bloqueios e resoluções.
    • A prosperidade mora na sua casa.
    Para uma consulta personalizada, envie email para verargsousa@hotmail.com

    quinta-feira, 2 de março de 2017

    Temperamento: sua casa também tem e pode mudar

    Vera Sousa Feng Shui
    Um dos princípios básicos do Feng Shui é a busca pelo equilíbrio de cinco elementos ou energias nomeadas: Madeira, Fogo, Terra, Metal e Água. Essas cinco forças da natureza podem ser reproduzidas em ambientes e são responsáveis por determinar o temperamento do projeto arquitetônico.  

    • Quer criatividade, movimento, então o elemento Madeira deve ser sua escolha. 
    • Se quiser reconhecimento, sucesso, exuberância, traga a energia do Fogo. 
    • Um ambiente mais estável, acolhedor pede Terra. 
    • Simplicidade, espaço, foco, Metal é a energia necessária.
    • Recolhimento, introspecção, a Água trará essa qualidade.

    Porém, como numa receita culinária, o tempero é o segredo. E para ser saudável, o equilíbrio é fundamental. Então, anote as dicas abaixo e vamos temperar a vida, usando os 5 elementos em diferentes proporções!

    Para isso, existe uma ordem natural de entrada de cada ingrediente. Como a vida, que acontece em ciclos, também essas energias se alternam. No Feng Shui chamamos esse movimento de Ciclo de Criação
    Madeira é combustível para  o Fogo, que produz Terra (ou cinzas), que contém Metal (metais diversos são encontrados na terra), que conduz a Água (as nascentes são rochosas), que nutre a Madeira (as plantas).

    Vou usar meu exemplo para ajudar o entendimento da teoria: lembra que o ponto de partida é o propósito?  Se não lembra, releia o capítulo Pedra fundamental: o propósito da mudança. Pois bem, lá defini que o Metal seria o elemento prioritário. Assim sendo, a proporção do meu projeto foi:

    Vera Sousa Feng Shui
    50,0% Metal
    25,0% Água
    12,5% Madeira
    6,25% Fogo
    6,25% Terra

    Por que esses percentuais? Essa é a proporção áurea, aquela que a Natureza sabiamente repete em tudo o que cria. (Quer saber mais sobre isso, siga o link.)
    Vera Sousa Feng Shui
    Por hora, memorize apenas essas proporções e não tem erro. O projeto ficará harmonioso. Repare que parto do Metal e os outros elementos são adicionados conforme a ordem do Ciclo de Criação. Os dois últimos elementos são as pitadas finais que garantem o equilíbrio. Sem eles, tudo pode ficar monótono. Você pode reservar para essas pitadas, as almofadas, um pufe, quadros, vasos, arranjos florais, os detalhes menores da decoração. As maiores proporções ficam para paredes, sofás, tapetes. Confira nas fotos abaixo:

    Vera Sousa Feng Shui
    Paredes em tom pastel, cortinas cinza e luminárias em metal branco,
    fazem a proporção do Metal. O azul do sofá, mais a mesa de vidro, com
    objetos em preto, trazem a Água. A Madeira está presente nas cadeiras e
    no arranjo cheio de plantinhas verdes. Fogo e Terra estão nas cores
    vermelho e laranja das  fotografias e na forma quadriculada
     como foram dispostos os quadros.
    Vera Sousa Feng Shui
    O Metal domina o ambiente pela cor branca, mas é equilibrado pela
    Água representada no espelho do aparador, nos vidros
    e na fotografia do Rio Douro, na parede.
    A Madeira da mesa e cadeiras completam a proporção desse elemento.
    A mesa ganhou um pé de metal branco para reduzir a quantidade de Madeira.
    Toques de Fogo e Terra estão na cafeteira laranja e no
    jogo americano para o dia-a-dia, em vermelho.

    Vera Sousa Feng Shui

    Vera Sousa Feng Shui
    A sala de TV segue a mesma composição de elementos e o pufe laranja
    ajuda a trazer as pitadas de Terra para o ambiente.
    Para ficar ainda mais claro, vou mostrar como era antes a sala.  As proporções seguiam uma combinação de elementos completamente diferente:

    Vera Sousa Feng Shui
    50,0% Madeira
    25,0% Fogo
    12,5% Terra
    6,25% Metal
    6,25% Água
    Repare como você pode mudar o temperamento de um ambiente trocando cores, texturas, tecidos, materiais e objetos de decoração. 

    Vera Sousa Feng Shui
    Madeira e Fogo dominavam o ambiente, na mesa de jantar
    e nas listras do sofá. 
    Vera Sousa Feng Shui
    Fogo explícito em uma das paredes da sala de jantar, conferia a maior
    proporção desse elemento ao ambiente.  A Madeira da grande mesa,
    que ocupava quase todo o espaço, deixava pouco para circulação.
    O Metal estava presente na cristaleira e nas canaletas repletas de quadros.
    Água, presente no espelho dentro da cristaleira, fechava a composição.
    Vera Sousa Feng Shui
    O excesso de objetos e plantas também aumentava a proporção da Madeira.
    As paredes em amarelo traziam a Terra e a Água estava presente nos
    espelhos e vidro da mesa de centro.
    Abaixo incluo uma lista de materiais, cores de acordo com cada elemento. Falo disso também na série sobre os elementos. Você pode dar uma espiada para se inspirar e usar a criatividade.

    • Madeira: verde, azul claro, folhagens, listras verticais, forma retangular
    • Fogo: vermelho, couro, lã, seda, forma triangular
    • Terra: amarelo, laranja, ocre, marrom, floral, cerâmica, forma quadrada, quadriculada
    • Metal: branco, cinza, tons pastel, metais em geral (aço, ferro, prata), pedras, forma circular
    • Água: azul escuro, preto, vidro, espelhos, aquários, fontes, forma fluida

    Se você quiser mais vibração para os ambientes vai ter que lançar mão de outra combinação de elementos. Chamamos de Ciclo de Controle. Mas desse vou falar em outro momento.

    Vera Sousa Feng Shui
    Ciclo de Criação, um elemento gera o outro em uma sequência
    natural e harmoniosa

    Sempre que colocar em prática essa receita, lembre que está emprestando da Natureza suas qualidades:

    • da Primavera, onde a Madeira domina por representar crescimento, expansão
    • do Verão, quando domina o Fogo, a radiação, o calor do sol
    • do Outono, quando domina o Metal, o resfriamento, a contração da força natural
    • do Inverno, onde a escuridão e o recolhimento são representados pela Água
    • do planeta Terra, que concentra todos os movimentos acima

    Esta série não tem a pretensão de esgotar, em um texto, todas as técnicas de Feng Shui. Porém, a proposta é oferecer ferramentas práticas que você pode utilizar sozinho. Experimentei e posso afirmar que, com esse mínimo de informação, seu projeto ganhará muito ao trazer consciência para o que está sendo desenhado. Se tiver interesse em aprofundar o conhecimento e o uso de mais técnicas, é só procurar um consultor de Feng Shui da sua confiança. 


    Vera Sousa Feng Shui

    Essas regras podem ser aplicadas para a casa toda, por ambiente ou por utilidade do cômodo. 
    Espero que essas informações sejam úteis para seu próximo projeto, como foi para o meu. Mas antes de ir embora deixo mais três regrinhas de ouro:

    # 1: você precisa ter um ponto de partida, o propósito, lembra? Esse é pessoal e intransferível! A partir dele, você determinará o elemento predominante do projeto.

    # 2: trabalhe com contrates para evitar a monotonia.  Yin Yang são energias opostas que, combinadas, promovem o equilíbrio.

    # 3: não se deixe levar por modismos. Escolha o que te faz feliz, tenha significado e represente a sua personalidade.

    Acompanhe os próximos episódios:
    • Mudanças estruturais externas: planta, acessos e proporções.
    • Mudanças substanciais internas: sentimentos, bloqueios e resoluções.
    • A prosperidade mora na sua casa.
    Para uma consulta personalizada, envie email para verargsousa@hotmail.com

    domingo, 19 de fevereiro de 2017

    Pedra fundamental: o propósito da mudança

    Vera Sousa Feng Shui
    Refletir sobre o propósito da mudança
    direciona o projeto
    Tenho certeza que você não quer apenas um sofá novo, com a estampa da moda, comprada naquela loja que você namora, há tempos. Nem tão pouco trocar o piso todo pelo revestimento mais prático do mercado. Seguramente, outras motivações estão por trás do desejo de mudança. 
    Quando nos dispomos a mudar a casa, um movimento interno já está em curso. Identificar esse movimento e calibrar o ambiente para favorecer o que você busca é o meu trabalho, como Consultora de Feng Shui.
    Muito se fala hoje de propósito, e isso vale para a sua casa também. Quando se está procurando um lugar para morar, ou planejando uma mudança, definir esse propósito é a chave para todas as dúvidas que surgirão durante o percurso. Por isso, esse farol precisa ser bem instalado para você não ficar à deriva, depois que se lançar ao mar de opções que o mercado oferece.

    Vera Sousa Feng Shui

    As pessoas mudam porque se casam, por que descasam, porque têm filhos, porque os filhos saem de casa e por aí vai. Porém, para cada situação existe uma intenção que pode ser ativada a partir das escolhas dos elementos que farão parte do projeto arquitetônico.
    Alguns exemplos:
    • Um casal, cujos filhos saíram de casa, pode desejar aconchego, para garantir que o filhos sintam vontade de voltar sempre; o elemento terra, com sua qualidade receptiva, será o ponto de partida para direcionar esse projeto. 
    • Um profissional liberal, que trabalha em casa, vai precisar de um espaço em que ele tenha isolamento para realizar seus projetos; aqui o elemento metal será bem vindo, para garantir foco.
    • Uma artista, que tem um ateliê em casa; vai adorar muita madeira para vibrar criatividade e fogo para obter o reconhecimento do público.

    Laranja e cinza, combinação harmônica
     dos elementos Terra e Metal   
    Quer saber um pouco mais sobre o que significa cada elemento? Escrevi sobre terra, metal, água, madeira e fogo. Só clicar em cada um deles, para identificar que temperamento ou tempero você gostaria de dar à sua mudança!


    Como prometi, vou usar meu exemplo para ilustrar e facilitar seu entendimento.
    Quando planejei minha última reforma, defini como propósito a simplificação. Sentia falta de espaços livres, precisava de ar!  Partindo desse princípio, defini que o Metal seria o elemento em maior proporção no projeto. Foco e determinação são as qualidades que o Metal faz vibrar. Mas, sobre isso, vamos falar,  no próximo capítulo onde vou detalhar como estabelecer o temperamento de uma casa. 
    Por hora, reflita no propósito da sua mudança. Se você não sabe o motivo pelo qual faz algo, está desconectado de si mesmo. Agir no automático tira o senso de realização que é a melhor parte de viver!

    Vera Sousa Feng Shui
    A base neutra na cor "nó de marinheiro", à direita,
    foi a escolhida para  garantir a proporção do
     elemento Metal desejada.
    Vera Sousa Feng Shui
    Os tons de cinza e pastel dos tecidos também
    somaram Metal à composição

    Vera Sousa Feng Shui
    O próprio material Metal foi utilizado em itens
     de decoração, como luminárias e prateleiras.
    O tempero com outros elementos foi
    adicionado após a base ter sido definida.
    Para isso, o propósito serviu como
    direcionador de todo o projeto.
    Mas isso você vai ver nos próximos capítulos!
    Acompanhe os próximos episódios:
    • Mudanças estruturais externas: planta, acessos e proporções.
    • Mudanças substanciais internas: sentimentos, bloqueios e resoluções.
    • A prosperidade mora na sua casa.
    Para uma consulta personalizada, envie email para verargsousa@hotmail.com